"Acessibilidade é um compromisso da instituição", afirma reitor

Neste Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, 3 de dezembro, a Ufes apresentou novas ações de acessibilidade. Na ocasião, foi assinada a portaria que cria a Comissão de Elaboração da Política de Acessibilidade, lançado o site que concentra as informações sobre o tema na Ufes (acessibilidade.ufes.br) e apresentado o Instrumento de Monitoramento e Gerenciamento do Plano de Acessibilidade.

Após a assinatura da Portaria 1.376 (foto), o reitor da Ufes, Reinaldo Centoducatte, destacou os avanços da Universidade em relação à acessibilidade. "Sabemos que existe uma demanda crescente e a necessidade da Universidade de enfrentar os desafios para permitir que todos que ingressam em processos seletivos – seja de discente, docente ou servidor técnico-administrativo – tenham a melhor condição possível para cumprir sua missão na Universidade. Nossa administração tem esse compromisso com a acessibilidade", afirmou Centoducatte. A comissão atuará a partir de março de 2020, por 12 meses, e os trabalhos podem ser prorrogados por igual período.

Houve ainda a apresentação de um coro composto por calouros do curso de licenciatura em Música, regido pelo professor do Departamento de Arte e Música do Centro de Artes Potiguara Menezes. Uma das canções, Acessibilidade, composta pelo estudante Severino Lima, foi apresentada pela primeira vez no evento e trata da importância de se ter atitudes inclusivas.

O coordenador do Núcleo de Acessibilidade da Ufes (Naufes), Douglas Ferrari, destacou a amplitude das ações desenvolvidas ao longo dos últimos dois anos. "A acessibilidade conquistou espaço, relevância e prioridade. Envolveu a comunidade e atores externos, como deputados e o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Estamos felizes porque temos sido procurados para falar sobre nossas experiências com acessibilidade".

Além disso, Ferrari ressaltou a importância de ampliar a ocupação das vagas reservadas para pessoas com deficiência na graduação. Para 2020, são 112 oportunidades. "Aumentar essa taxa é o nosso desafio. Queremos convidar as pessoas com deficiência para ingressarem na Universidade, tanto pelo aspecto humano quanto pelo profissional, para que elas possam chegar a ocupar as vagas nas empresas", completou.

Site e monitoramento

Ferrari apresentou os recursos do site acessibilidade.ufes.br, entre os quais estão as informações sobre o funcionamento do Naufes em cada campus, o acesso a serviços – como a solicitação de monitor e de tradução para Língua Brasileira de Sinais (Libras) – e conteúdos relativos aos projetos de acessibilidade, à legislação e aos 17 grupos de pesquisa da Ufes que trabalham com acessibilidade, educação especial e tecnologias assistivas.

A servidora Lorena Freitas explicou sobre o funcionamento do Instrumento de Monitoramento e Gerenciamento do Plano de Acessibilidade. O plano envolve diversos aspectos, que se iniciam pela atitude da comunidade acadêmica – de acolhimento às pessoas com deficiência – e passam também pela arquitetura, pela formação pedagógica, pelas políticas públicas, pelos instrumentos para efetiva inclusão, pelos transportes, pelas comunicações em suas diversas modalidades e pela acessibilidade digital.

A Comissão de Assessoramento e Acompanhamento do Plano de Ação de Acessibilidade monitora constantemente o desenvolvimento das 73 ações previstas no plano, com prazo final de execução previsto para 2023. Do total, 14 ações estão em andamento e cinco já foram concluídas. "Nosso desafio é cumprir as ações que estão previstas", afirmou Lorena Freitas, que integra a comissão.

As ações da Ufes em relação à ampliação da acessibilidade foram elogiadas pelo presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, José Carlos Siqueira Júnior, que representou os movimentos sociais; pelo vereador de Vitória Roberto Martins; e pelo secretário da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Espírito Santo (OAB-ES), Daniel Simões. Também estiveram presentes representantes de deputados e senadores capixabas.

Ao final do evento, os participantes foram convidados a conhecer as instalações do Naufes, que teve seu espaço ampliado e recebeu a doação de três cadeiras de rodas de Gleidson Lopes, por meio do projeto Coração Amigo. "Há nove anos desenvolvo esse projeto de doar cadeiras de rodas para quem precisa, junto com minha família", explicou.

Na foto, o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, José Carlos Siqueira Júnior; o reitor Reinaldo Centoducatte; o coordenador do Naufes, Douglas Ferrari; e a diretora de Ações Afirmativas e Diversidade da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Cidadania (Proaeci), Ellen Pimentel.

 

Texto: Lidia Neves
Foto: Jorge Medina
Edição: Thereza Marinho

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.