Apresentação de dança é atração no Festival Culturalmente nesta quarta-feira, 6

O Festival Virtual Culturalmente terá, em sua nova edição, foco na dança. A apresentação será realizada pela bailarina e estudante de Psicologia da Ufes Bárbara Galvão.

Bárbara se apresentará ao vivo, a partir das 16 horas, com transmissão pelo seu perfil do Instagram, @sururu027. Intitulada Corpo favelado: território, estética e saber corporal através do funk capixaba, a apresentação terá dois momentos: a performance de uma peça de funk (beat fininho), seguida pela discussão de textos sobre cultura afro-brasileira. O evento contará com interpretação em Libras, oferecida pela Central de Libras da Universidade.

Bárbara Galvão é bailarina, formada em dança afro-brasileira cênica pelo Museu Capixaba do Negro. Tem experiência em balé clássico, jazz e dança contemporânea. No curso de Psicologia, pesquisa cultura brasileira por meio do cinema Guarani e das danças afro-brasileiras.

A ideia não é abordar somente o funk, mas vários temas que envolvam o saber corporal das danças negras e questões sociais. “Quando eu penso no funk, eu lembro do samba, da capoeira e na ginga presente nas danças de matriz afro-brasileiras. Também quero discutir como a organização física cria uma organização subjetiva, como na relação entre favela e samba, e a ocupação dos espaços públicos”, explica Bárbara Galvão.

Festival

O Festival Universitário Virtual Culturalmente é coordenado pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Cidadania (Proaeci) e acontece às quartas-feiras, enquanto perdurarem as medidas de distanciamento social. Quem deseja oferecer alguma atividade pode se inscrever enviando um e-mail para dpae.proaeci [at] ufes.br

Os proponentes devem indicar seu nome completo, breve biografia e descrever qual atividade que pretende oferecer, podendo ser tanto ao vivo quanto gravada. Em até três dias úteis, a comissão organizadora informa o resultado da solicitação.

Conforme o diretor em exercício da Diretoria de Esportes, Lazer e Projetos Especiais da Proaeci, Jefferson Tonini, o Festival já recebeu diversas propostas de estudantes da Ufes, que devem se apresentar nas próximas semanas. “Reforçamos que as inscrições continuam abertas para os interessados. Também agradecemos também à Central de Libras da Universidade por ajudar a tornar esse evento acessível a um maior número de pessoas”, informa Tonini.

“O Festival nasceu como estratégia que busca contribuir na promoção da saúde mental e física de estudantes, técnicos-administrativos e docentes enquanto durar o período de isolamento social”, explica o pró-reitor Gustavo Forde. Ele destaca que o projeto visa também fortalecer o protagonismo cultural e artístico produzido pela comunidade universitária.

Além da Proaeci e de suas diretorias, o Festival Culturalmente conta com o apoio da Superintendência de Comunicação (Supec) e da Secretaria de Cultura (Secult). As atividades e as apresentações estão abertas à comunidade em geral.

Texto: Vinícius Fontana
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.