Cartilha orienta sobre violência contra a mulher durante o isolamento social

Residentes do Programa Multiprofissional em Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente, do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Ufes, editaram duas cartilhas: Violência contra a mulher em tempos de quarentena e Prevenção contra a COVID-19 (veja arquivos anexados abaixo)Essas ações fazem parte do programa O Brasil Conta Comigo: residentes em Saúde, do qual os residentes da Ufes estão participando. Trata-se de um projeto do Governo Federal que tem o objetivo de fortalecer ações para o enfrentamento e a prevenção do novo coronavírus.

A cartilha Violência contra a mulher em tempos de quarentena foi produzida pelos residentes em Serviço Social. Nela, são encontradas explicações sobre o que é violência doméstica e seus tipos, além de orientar as pessoas sobre como denunciar o agressor.

A elaboração do material foi motivada por dados divulgados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), segundo os quais, durante os primeiros meses da pandemia, as agressões sofridas pelas mulheres aumentaram 28%. Além disso, informações do Fórum Brasileiro de Segurança Pública indicam que as brigas entre casais tiveram aumento de 431%, enquanto o número de feminicídio cresceu 22,2% durante esse período.

São números médios contabilizados em todo o país, mas se acredita que as ocorrências sejam bem maiores, uma vez que boa parte das mulheres não denuncia os atos sofridos de violência, impossibilitando o registro pelos órgãos públicos.

Prevenção

Já a cartilha Prevenção contra a COVID-19 foi elaborada pelos residentes do curso de Odontologia, sob a coordenação da professora de Odontopediatria e Biossegurança em Odontologia Lilian Sarmento.

“Essa cartilha apresenta a doença, seus sintomas, vias de transmissão e as principais medidas de proteção, focando na população em geral, ressaltando a importância dos cuidados com a higiene das mãos e de medidas protetivas já comprovadas como eficazes, tendo como público-alvo a população em geral e profissionais da área de saúde”, explica Lilian Sarmento.

A coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde do CCS, Samira Miyamoto, ressalta que a participação dos residentes da Ufes no programa O Brasil Conta Comigo possibilita que os alunos sejam integrados às ações de enfrentamento da pandemia do coronavírus. “Também é uma forma de ampliar a assistência na área da saúde aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em todos os níveis de atenção, especialmente da emergência da saúde pública. Outro ponto positivo é contribuir para a inserção dos nossos profissionais, que são qualificados, no mercado de trabalho”, pontua.

Além das cartilhas, os residentes estão produzindo vários materiais de orientação à população que estão disponíveis no site http://www.residenciamultiprofissional.ufes.br/ e no Instagram https://instagram.com/resmulti.ufes?igshid=1nukm3xsjfgfi.

Os Programas de Residência Multiprofissional em Saúde constituem uma modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu e são destinados aos profissionais da saúde sob a forma de curso de especialização.

 

Texto: Jorge Medina
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.