Setembro amarelo

Delegações de cinco continentes participarão de conferência sobre desigualdade

O campus de Goiabeiras da Ufes vai sediar, entre os dias 26 e 29 de setembro, a 5ª Conferência Mundial sobre Combate às Desigualdades Econômicas, Raciais e Étnicas (5ª WCORREEI), evento que tem como objetivo propor, ampliar e reafirmar políticas públicas, ações e medidas que visam reduzir a desigualdade econômica e étnico-racial em diversos países, segundo as diretrizes assumidas, em 2001, na Declaração e Programa de Ação de Durban, África do Sul.

A Conferência vai contar com fóruns, palestras, seminários, rodas de discussões, oficinas e atividades culturais, que contarão com a participação de delegações da Austrália e de países africanos, sul-americanos, asiáticos, europeus e norte-americanos.

Os interessados podem se inscrever nas modalidades estudantes de graduação cadastrados no Programa de Assistência Estudantil (R$ 50,00); integrantes de movimentos sociais e comunidades tradicionais (R$ 80,00); estudantes de graduação (R$ 150,00); estudantes de pós-graduação (R$ 200,00); e profissionais e pesquisadores (R$ 300,00). As inscrições estão abertas até que seja atingido o número máximo de 600 vagas e podem ser feitas por meio do endereço https://5wcorreei.com/inscricoes/.

A inclusão da categoria “Integrantes de Movimentos Sociais e Comunidades Tradicionais” foi definida em reunião da Comissão Coordenadora da 5ª WCORREEI realizada na tarde de segunda-feira, 3, no Centro de Educação da Ufes. Segundo a coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab-Ufes) e da comissão brasileira do evento, professora Patrícia Gomes Rufino de Andrade, do Departamento de Educação, Política e Sociedade da Ufes, a criação dessa modalidade visa atender a um pedido do movimento negro: “Atendemos ao pedido pois a Conferência tem sido construída de forma coletiva”.

Disparidades econômicas

Os conferencistas avaliam que a realidade em diversas partes do mundo tem demonstrado como a pobreza, o subdesenvolvimento, a marginalização, a exclusão social e as disparidades econômicas (demandas urgentes já na elaboração do documento base, há 17 anos, em Durban) permanecem atuais e estão intimamente associadas ao racismo, à discriminação racial, à xenofobia e à intolerância.

Assim, de acordo com a comissão organizadora, “o cenário de recrudescimento do racismo, responsável pela reprodução da desigualdade no acesso aos bens públicos e às oportunidades de desenvolvimento humano em países como o Brasil, somado à diversidade de formas de violência contra minorias étnico-raciais, reforçam a urgência da realização dessa Conferência”.

Além disso, iniciativas de organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU) – que elegeu o período de 2015 a 2024 como a “Década Internacional de Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento”, reforçam a importância da promoção desse debate.

A Conferência Mundial sobre Combate às Desigualdades Econômicas, Raciais e Éticas já foi realizada em Minneapolis, EUA, em 1996 e 2012; South Australia, AUS, em 1998; e Durban, ZA, em 2001.

O 5º WCORREEI é uma parceria entre o Neab-Ufes; o Instituto Elimu Professor Cleber Maciel; a Roy Wilkins Center for Human Relations and Social Justice, da Universidade de Minnesota, EUA; e o Instituto Internacional de Liderança. A programação completa do evento pode ser conferida no site https://5wcorreei.com/programacao/.

Seminário Neab

A décima edição do Seminário Nacional #VidasNegrasImportam, realizado pelo Neab-Ufes, vai integrar as atividades da 5ª WCORREEI. De acordo com a professora Patrícia Rufino, a ideia é enriquecer a Conferência com olhares de pesquisadores a respeito das perspectivas sobre as demandas da população afro-brasileira. “Vamos aproveitar a sinergia dos atores engajados nessa luta para aprofundar o debate sobre alguns dos temas mais caros para a população negra, que são os efeitos econômicos danosos dos planos econômicos e das reformas neoliberais praticadas nos países que vivenciaram a experiência da escravidão”, explica a professora.

O Neab vem, ao longo dos anos, colaborando na promoção de debates e na produção de conhecimento sobre as questões étnico-raciais por meio da publicação de estudos e da realização de eventos que envolvem atores de diversas esferas da sociedade brasileira.

 

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.