Fevereiros e Vergel são as estreias da semana no Cine Metrópolis

Entre os dias 7 e 13 de março, o Cine Metrópolis, localizado no campus de Goiabeiras da Ufes, vai exibir as estreias nacionais Fevereiros (foto) e Vergel, além de continuar com a exibição dos filmes Diamantino e Temporada.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do cinema por R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia), e estudantes da Universidade têm entrada gratuita. Confira a programação completa:

Fevereiros

Este documentário dirigido por Márcio Debelian tem Maria Bethânia como personagem principal, abordando a homenagem feita pela Escola de Samba Mangueira à cantora baiana em 2016, ano em que foi campeã. Fevereiros foi filmado durante a preparação da Escola, entre o final de 2015 e o começo do ano seguinte, e fez uma viagem pelo Recôncavo Baiano, seguindo Bethânia nas festas populares de Santo Amaro, sua cidade natal.

Entre o Rio de Janeiro e a Bahia, o filme descobre o universo que inspirou o desfile e aponta conexões entre as tradições do Recôncavo e o surgimento do samba carioca, que chegou a ser enquadrado na lei da vadiagem.

O documentário traz depoimentos de Caetano Veloso; do cantor Chico Buarque; do carnavalesco Leandro Vieira; do historiador Luiz Antônio Simas; do poeta Mabel Velloso; da porta-bandeira da Mangueira Squel Jorgea; além da própria Bethânia que explica, entre outras coisas, o motivo pelo qual a obra recebeu o nome de Fevereiros.

Sessões: Quinta-feira (07), às 16h; sexta-feira (08), às 14h; domingo (10), às 18h; segunda-feira (11), às 16h; terça-feira (12), às 14h; e quarta-feira (13), às 16h.

 

Vergel

Neste filme de Kris Niklison, Camila Morgado vive uma mulher brasileira que espera que lhe entreguem o corpo do seu marido, morto durante as férias do casal na Argentina. A burocracia para a repatriação do corpo se torna cada vez mais complexa e a espera é tão longa que ela começa a perder a noção do tempo e o senso de realidade.

Quando a vizinha do apartamento de baixo (Maricel Álvarez) se oferece para regar as plantas que a brasileira já não consegue cuidar, a mulher encontra nessa desconhecida alguém que compartilha sua dor.

Vergel é uma coprodução entre Brasil e Argentina e foi o filme vencedor do concurso Ancine (Agência Nacional do Cinema) e INCAA (Instituto Nacional de Cine y Artes Visuales) 2013, tendo sido filmado no verão de Buenos Aires durante cinco semanas.

Sessões: Quinta-feira (07), às 14h; sexta-feira (08), às 16h; domingo (10), às 16h; segunda-feira (11), às 14h; terça-feira (12), às 16h; e quarta-feira (13), às 14h.

 

Diamantino

O longa trata de assuntos da atualidade, como culto à celebridade e crise dos refugiados, de maneira bem-humorada. Diamantino conta a saga de uma estrela do futebol mundial que, depois de ser responsabilizado por um dos maiores fracassos da história recente do futebol português, resolve se aposentar.

O jogador Diamantino, então, é tido como um fracassado aos olhos da opinião pública e, em crise, resolve procurar novos propósitos para sua vida. Inicialmente, confronta o neo-fascismo; em seguida, adota um refugiado.

Enquanto isso, suas irmãs gêmeas tramam para continuarem obtendo lucros às custas do talento de Diamantino nos campos de futebol.

Filmado em Portugal, Diamantino foi coproduzido pela produtora portuguesa Maria&Maria, a francesa Les Films du Belier e a brasileira Syndrome Filmes. Dirigido por Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, o filme conquistou o Grande Prêmio da Semana da Crítica de Cannes.

Sessão: Sábado (9), às 16 horas.

Temporada

Segundo longa do diretor André Novais Oliveira, Temporada gira em torno de Juliana, que se muda de Itaúna, no interior de Minas Gerais, para a região metropolitana de Belo Horizonte a fim de assumir uma vaga na equipe de combate a endemias e passa a criar laços com o novo local, enquanto aguarda a chegada do marido.

As pessoas e situações com as quais Juliana se depara fazem com que ela viva experiências capazes de mudar sua vida completamente. Ao mesmo tempo em que passa por essa transformação, Juliana tenta lidar com o impacto que tudo isso gera em sua relação conjugal.

Temporada foi o ganhador dos prêmios de Melhor Filme; Melhor Atriz (Grace Passô); Melhor Ator Coadjuvante (Russão); Melhor Fotografia (Wilsa Esser); e Melhor Direção de Arte (Diogo Hayashi) no Festival de Brasília de 2018.

Sessão: Sábado (9), às 14 horas.

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.