Laço azul símbolo da campanha para a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata

Galeria Espaço Universitário promove Encontro Marcado com a artista Dilma Góes nesta terça, 12

Como parte da programação da exposição Tecendo, a Galeria de Arte Espaço Universitário realiza nesta terça-feira, 12, uma edição do projeto Encontro Marcado com a presença da artista Dilma Góes. Também estará presente no encontro a curadora da exposição e coordenadora da Galeria, Neusa Mendes.
 
O evento é aberto ao público e será realizado às 17h30, no espaço expositivo da Galeria, localizada no campus de Goiabeiras.
 
Tecendo traz oito obras inéditas nas quais Dilma apropria-se dos mais variados tipos de plástico, organza, tecidos e fitas. Por meio de suas mãos, ela entrelaça os materiais – alguns transparentes e outros que não deixam a claridade atravessar. Tramados, surgem formas e texturas e criam uma nova plataforma pictórica, aproveitando o poder retido pelo material e abordando a questão da materialidade versus tempo.
 
Sentidos
 
Seis obras apresentam esses materiais. Já a sétima obra é estruturante de uma relação: artista-obra-espectador. Inúmeros tubos isolantes em polipropileno na cor cinza, amarrados por fios de sisal e fitas das mais variadas cores e espessuras. São feixes enrolados em dois diferentes diâmetros e deixam-se formatar numa paisagem geométrica que se esparrama por quase toda a área da salinha anexa, propondo sentidos múltiplos. Assim, convida o público a caminhar e a ocupar o espaço.
 
O acaso e o inesperado fazem parte da realização da oitava e última obra, localizada na sala 2, que conta com a participação especial do arquiteto José Daher para a expografia da obra. Durante o Encontro Marcado, Dilma vai narrar sua trajetória e falar sobre seu trabalho.
 
“Conhecida como artista têxtil, Dilma Góes sempre esteve mais interessada em explorar e revelar novas estratégias. Ela dá voltas em torno de suas técnicas, suportes, narrativas, esgarça a fronteira entre tecelagem, objetos e instalação e, ainda, amplifica seu trabalho ao pensar arquitetonicamente, visando estabelecer diálogos com o espaço expositivo. Historicamente, quando incorpora aos trabalhos acontecimentos ocorridos no lugar geográfico da exposição, ela exemplifica como a artista transcende a categoria ‘tecelã’, mantendo a linguagem visual pela qual ela é conhecida em relação à experimentação e à reflexão existencial, porém insistindo na potência do fazer artístico”, afirma Neusa Mendes.
 

A exposição foi prorrogada até 20 de janeiro e os interessados poderão visitá-la de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas. Escolas das redes públicas e privadas, ONGs, associações e grupos diversos que queiram agendar visita podem enviar e-mail para educativogaleria.supecc [at] ufes.br ou ligar para 3335-7853.

 Texto: Thereza Marinho

Categoria: 
Destaque
Evento
Acesso à informação
Transparência Pública
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.