Nota sobre a proposta de suspensão do calendário acadêmico

A Administração Central da Ufes apresenta os esclarecimentos a seguir sobre a proposta de suspensão do calendário acadêmico feita pela Associação dos Docentes da Ufes (Adufes) ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). Por decisão do Conselho, a proposta foi endereçada aos Centros de Ensino, aos Departamentos e às câmaras de Graduação, de Pós-Graduação e de Extensão, para que tais instâncias se manifestem sobre o documento.

1. A Administração Central recebe e respeita todas as preocupações e contribuições para o enfrentamento desse desafio inédito, a fim de minimizar os efeitos de uma pandemia. Estamos fazendo todos os esforços para que a nossa Universidade e a comunidade acadêmica consigam atravessar esta fase com o menor prejuízo possível, e visando contribuir com outras instâncias da sociedade e do poder público para a superação da pandemia.

2. A primeira providência da Ufes foi a de proteger a sua comunidade (professores, técnicos, estudantes e prestadores de serviços terceirizados) e se alinhar aos esforços que estão sendo feitos regional e nacionalmente para reduzir a ampliação do contágio pelo novo coronavírus. A suspensão das atividades presenciais, a partir do dia 17 de março, foi adotada por decisão do Conselho Universitário (Resolução nº 4/2020-CUn, alterada pela Resolução nº 7/2020-CUn), sendo mantidas apenas aquelas consideradas essenciais e reprogramadas as atividades para a forma remota, a fim de preservar a Universidade em funcionamento e assegurar o cumprimento das suas funções dentro dos limites dados pelas condições atuais.

3. O calendário acadêmico, conforme documentação reunida no processo nº 23068.020056/2020-53, é uma peça organizadora das diversas atividades administrativas, de ensino, de pesquisa e de extensão da Universidade, prevista em lei e no Estatuto da Ufes. A suspensão do calendário, como já esclareceram as pró-reitorias, naquele processo, sobre os impactos específicos em cada área, implicaria prejuízos sociais, administrativos e financeiros de vulto. Tendo em vista a demanda apresentada, interpretamos que se trata da suspensão de parte das atividades acadêmicas presenciais, o que já vem acontecendo desde março.

4. Não há, até o momento, nenhuma previsão definitiva sobre a duração da pandemia. Os prognósticos que fazem os especialistas, tendo em conta o desempenho da doença (COVID-19) em diversas regiões e os recursos disponíveis para contê-la (sistema hospitalar, pesquisa de medicamentos e vacinas, entre outros), apontam para um cenário de médio a longo prazo. Isso significa que precisamos nos preparar para lidar com o quadro que vivemos hoje por mais tempo do que poderíamos imaginar no início desse processo. Ou, ainda, que precisamos nos preparar para cenários alternados de maior e menor isolamento social como estratégia de controle da disseminação do coronavírus.

5. A criação de um Plano de Contingência torna-se, portanto, urgente, para que a Ufes possa se preparar para lidar com a retomada de suas atividades de forma possível e segura, oferecendo o máximo da sua qualidade dentro de um cenário de contingência e mudanças rápidas, o que muitos estão denominando de “novo normal”. Para que esse plano reflita as possibilidades e as exigências das diversas unidades e setores da nossa Universidade, é importante que seja discutido por todos, com o máximo de transparência e participação.

6. A reorganização das atividades do calendário acadêmico, com a reprogramação das atividades que foram interrompidas, precisa ser analisada em consonância com o papel social da Universidade e a responsabilidade para com o desempenho de suas atribuições. Devemos levar em conta as condições concretas que tem a Ufes, seus estudantes, professores e técnicos, para realizar o conjunto de tarefas que lhe são inerentes, identificando meios para contornar e superar nossas limitações e entraves, observando a saúde e a segurança de todos.

Desse modo, a Administração Central da Ufes está providenciando o encaminhamento aos Centros de Ensino do Plano de Contingência e do Plano de Biossegurança, elaborados, respectivamente, por um Grupo de Trabalho e pelo Comitê Operativo de Emergência da Ufes (COE-Ufes), designados pela Reitoria, com a participação de membros das entidades representativas da comunidade acadêmica. Desejamos que os planos sejam analisados e que todos possam contribuir para a busca conjunta de soluções que se adequem, da melhor forma possível, à realidade de nossa Universidade.

Administração Central da Ufes

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.