Projeto de Computação ajuda pessoas com dificuldades de acesso ao auxílio emergencial

Com a dificuldade de parte da população para acessar as ferramentas de tecnologia da informação, muitas pessoas enfrentam barreiras para receber o auxílio emergencial do governo federal. Para diminuir esses obstáculos, o Departamento de Computação do Centro de Ciências Exatas, Naturais e da Saúde (CCENS), do campus de Alegre, promove o projeto de extensão Suporte social em informática durante a pandemia de COVID-19, que já atendeu a, aproximadamente, 550 pessoas.

O projeto visa auxiliar a população do município por meio de suporte àqueles que estão envolvidos no programa governamental. Dentre as limitações identificadas pelo grupo, estão a pouca familiaridade com a internet e equipamentos de informática, além da dificuldade em compreender o procedimento, devido à sua complexidade e às alterações constantes.

“Para muitos, além do pedido do Auxílio em si, havia a necessidade de regularização de várias situações cadastrais que a pessoa, por desconhecimento ou vulnerabilidade social, não sabia como fazê-lo. Logo, a ação, além de diretamente agir no processo de auxílio, possibilitou a adequação documental de centenas de pessoas”, informa o coordenador do projeto, o professor do Departamento de Computação Giuliano Prado.

Do total de atendidos, aproximadamente 50% são indivíduos que precisavam realizar a solicitação ou que cuja solicitação havia sido feita de forma errada e necessitava de retificação. Os atendimentos são realizados por estudantes, sob a supervisão de docentes, em um total de 56 alunos cadastrados, que receberam treinamento tanto nos processos do programa do governo quanto nos protocolos de segurança no atendimento ao público.

Petição judicial

Apesar de o governo federal ter encerrado o período de solicitações do auxílio emergencial no início do mês, a ação continua a auxiliar pessoas que tiveram dificuldades com os seus pedidos pela via administrativa e precisaram solicitá-lo mediante petição judicial. Esse grupo é atendido às terças, quintas e sextas-feiras. Às quartas-feiras, são atendidos os demais casos.

O projeto é realizado juntamente com o Comitê de Enfrentamento da Crise por COVID-19, vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social de Alegre, e conta com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - Subseção de Alegre, do Rotary Clube, da Paróquia Matriz de Nossa Senhora da Penha, da Caixa Econômica Federal de Alegre e da Defensoria Pública da União.

Para mais informações, clique aqui.

Texto: Vinícius Fontana
Imagem: Renata Alves (Comitê de Enfrentamento do município de Alegre)

Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.