Ufes está entre as líderes brasileiras no Ranking de Impacto para os ODS

A Ufes ficou em terceiro lugar entre as universidades brasileiras no Ranking de Impacto para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). A classificação é feita pela Times Higher Education (THE), responsável por alguns dos principais rankings de instituições de ensino superior do mundo. No cômputo mundial, a Ufes ficou entre as 200 melhores universidades. A THE classifica individualmente até a centésima universidade e, após isso, em blocos de cem países ou mais.

“Esta é mais um conquista de toda a comunidade universitária e marca do acerto das políticas que a Ufes vem implementando nos últimos anos, com ações voltadas para o desenvolvimento associado à promoção da cidadania. Fica para todos nós o desafio de continuar avançando e de encontrar caminhos que valorizem ainda mais o desenvolvimento sustentável e a inclusão social, especialmente neste momento excepcional que enfrentamos”, afirma o reitor Paulo Vargas.

O Ranking de Impacto THE é o único do mundo que indexa as instituições de ensino superior com base nos ODS da ONU para serem cumpridos até 2030 (também conhecidos como Agenda 2030). Os indicadores são calibrados para que possam ser feitas comparações abrangentes e equilibradas, com dados relativos à pesquisa, à extensão e à gestão.

A primeira classificada do Brasil nesse ranking foi a Universidade de São Paulo (USP, 14ª do mundo), seguida da Universidade Estadual de Londrina (UEL, a 91ª). Em terceiro lugar, classificadas entre a 101ª e a 200ª colocação, junto com a Ufes, estão a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e as estaduais de São Paulo (Unesp) e de Maringá (UEM). No total, 30 universidades brasileiras participaram desta segunda edição do Ranking de Impacto THE, que inclui informações de um total de 766 universidades de 85 países.

“O resultado confirma a importância das ações da Ufes em prol da educação e da sociedade no Espírito Santo, no Brasil e no mundo”, afirma a secretária de Relações Internacionais da Ufes, Patrícia Cardoso. Ela destaca que o levantamento, cujas informações foram enviadas em 2019, baseou-se em dados relativos a 2018 (ver relatório anexado abaixo). “Elaboramos um relatório que consolida as ações da Ufes em relação aos objetivos da ONU. Naquele momento, já foi possível levantar mais de uma ação relativa a cada ODS. Sabemos que temos crescido em relação a esse aspecto, por exemplo, com as diversas iniciativas da Ufes em relação ao coronavírus”, completa.

Veja as iniciativas já realizadas pela Ufes em http://www.coronavirus.ufes.br/iniciativas.

Destaques

O chefe de Divisão de Acordos e Cooperação da Secretaria de Relações Internacionais (SRI), Yuri Leite, destaca que a Ufes foi a universidade brasileira que mais se sobressaiu no ODS 17, que trata do fortalecimento dos meios de implementação e revitalização de parcerias globais para o desenvolvimento sustentável. No mundo, ficou em 37º lugar nesse item. Nesse quesito, a Universidade obteve 88,4% da pontuação total, seu melhor resultado.

“Este é um dos rankings mais completos e complexos, que tem uma base de dados com mais de 250 indicadores, oriundos de dados fornecidos pelas instituições, incluindo evidências, e outros obtidos em bases de dados bibliográficas internacionais. A Ufes, por exemplo, é a primeira do Brasil e 37ª no mundo em Parcerias para a Implementação dos ODS, que é considerado o principal objetivo, de preenchimento obrigatório e que foi analisado em todas as universidades que participaram do ranking”, afirma.

Segundo ele, esse resultado aponta que a Ufes tem grande competência de atuar em colaboração com a sociedade, mostrando como avançar em relação ao desenvolvimento sustentável e, ao mesmo tempo, ouvindo da sociedade o que pode ser feito.

Em seguida, os objetivos em que a Ufes obteve melhor resultado foram o 4 (assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos, com 73,3% da pontuação), o 8 (promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos, com 67,9%) e o 5 (alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, com 65,4%).

Sustentabilidade

No país, além do primeiro lugar em relação ao objetivo 17, a Ufes se destacou, ficando em segundo lugar, nos objetivos 5 (igualdade de gênero), 13 (tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos, com 60,4% dos pontos e 55º do mundo) e 14 (conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável, com 65,9% e em 59º lugar no índice global). A Universidade ficou em terceiro lugar entre as brasileiras no ODS 8 (crescimento econômico sustentado) e em 73º na classificação geral.

No mundo, a Ufes ocupa lugar de destaque também no objetivo 2, de acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável. Nesse item, a Ufes ficou em 47º na classificação global, com 69,8% da pontuação total, e em 6º entre as brasileiras.

A SRI orienta aos professores ou servidores técnicos que coordenaram alguma ação que tenha contribuído com um dos 17 ODS a preencherem o formulário disponível no link https://forms.gle/Xz6nA97qGFezxuM48. As ações podem ser de ensino, pesquisa, extensão ou administração, desde que se enquadrem em um dos ODS, como a promoção de cursos ou eventos, o desenvolvimento de pesquisas científicas ou produtos tecnológicos, ações envolvendo a comunidade externa, implementação de práticas de gestão sustentáveis, entre outras.

O trabalho de coleta, análise dos dados e envio das informações da Ufes foi desenvolvido pela Comissão de Ranking da Ufes, formada por servidores de diversos setores da Universidade.

Conheça os 17 ODS:

  • 1 - Erradicação da pobreza
  • 2 - Fome zero e agricultura sustentável
  • 3 - Saúde e bem-estar
  • 4 - Educação de qualidade
  • 5 - Igualdade de gênero
  • 6 - Água limpa e saneamento
  • 7 - Energia limpa e acessível
  • 8 - Trabalho decente e crescimento econômico
  • 9 - Inovação infraestrutura
  • 10 - Redução das desigualdades
  • 11 - Cidades e comunidades sustentáveis
  • 12 - Consumo e produção responsávei
  • 13 - Ação contra a mudança global do clima
  • 14 - Vida na água
  • 15 - Vida terrestre
  • 16 - Paz, justiça e instituições eficazes
  • 17 - Parcerias e meios de implementação

 

Texto: Lidia Neves
Edição: Thereza Marinho

 

Categoria: 
Destaque
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.