Com 25 especialistas, Programa de Cirurgia Bariátrica do Hucam opera 200 pacientes por ano

No Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam-Ufes), localizado no campus de Maruípe, existe o Programa de Cirurgia Bariátrica, atendendo pacientes com obesidade com indicação de cirurgia, encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde. São operados aproximadamente 200 pacientes por ano, sendo realizadas, em média, entre 15 a 20 cirurgias por mês. Em 2023, foram realizadas 208 cirurgias bariátricas.

De acordo com o chefe da Unidade de Cirurgia Geral do Hucam, Gustavo Peixoto, o programa de tratamento da obesidade do hospital universitário começou antes mesmo de o serviço ser ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS): “Quando nós começamos a realizar cirurgia bariátrica já existia uma demanda de centenas de pacientes obesos aguardando”. 

Desde o início, em 2002, o serviço sempre foi público e gratuito. Atualmente, os novos pacientes chegam encaminhados pelo sistema de regulação do SUS, vindos de outras unidades vinculadas à rede pública, e por demanda interna dos serviços do Hucam. Nesse último caso, um paciente que chega ao Hospital para fazer um procedimento cardiológico, por exemplo, mas a equipe verifica que seu IMC (índice de massa corpórea) está entre 40 e 50, o próprio serviço de cardiologia do Hucam pode solicitar um parecer para cirurgia bariátrica. Assim, o paciente entra para a fila de espera – um cadastro único universal, com uma fila por gravidade e uma fila por cronologia.

“Nós temos essa divisão de fila por um sistema de pontos, de acordo com as comorbidades, com o IMC, e outros fatores associados”, explica o médico.

Equipe multiprofissional

Para a realização das cirurgias bariátricas há uma grande equipe multiprofissional envolvida, composta por cirurgião, endocrinologista, nutricionista, nutrólogo, psicólogo, assistente social, enfermeiro e uma parceria com outras subespecialidades, chegando a cerca de 25 profissionais.

“Além desses profissionais, nós temos os alunos de graduação, principalmente do curso de Medicina, mas também de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição, que usam o ambulatório de bariátrica como campo de estágio. Temos também os residentes de Clínica Médica, Endocrinologia e Clínica Cirúrgica, que operam e aprendem muito com esses pacientes”, ressalta Peixoto.

Ele destaca ainda que o programa de cirurgia bariátrica já produziu uma série de trabalhos científicos e que o serviço é uma linha de pesquisa importante da Ufes, com várias teses de mestrado e de doutorado defendidas com material científico coletado dessas operações e dos pacientes que são acompanhados em longo prazo.

“O Programa de Cirurgia Bariátrica do Hucam é o mais antigo programa de bariátrica do SUS no Espírito Santo, com milhares de pacientes operados, e atende o tripé na missão universitária, onde há ensino, pesquisa e assistência. Além de operar os pacientes com a visão multiprofissional, com tratamento integral à saúde, nós fabricamos mão de obra para poder reforçar as linhas do SUS no tratamento dessa epidemia que é a obesidade”, diz.

 

Texto: Duilo Victor – Unidade de Comunicação do Hucam-Ufes

Foto: Pixabay

Edição: Leandro Reis

 

Categoria: 
Destaque
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 3 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
Essa é uma ação da Ufes relacionada ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável 4 da Organização das Nações Unidas. Clique e veja outras ações.
QRCODE e link que direciona para o cadastro da UFES no sistema e-Mec
Acesso à informação
Transparência Pública
Planejamento e Gerenciamento de Contratações (PGC)
Dados abertos
Prestação de contas

Av. Fernando Ferrari, 514, Goiabeiras | Vitória - ES - CEP 29075-910 | © Universidade Federal do Espírito Santo 2013. Todos os direitos reservados.